23 abril 2009

Música Triste

If I am sad, let me be sad.

"A música que estou ouvindo agora é triste.
Muito triste. Daquelas que me tocam o âmago e parece que nunca mais terei motivos para sorrir."

De vez em quando eu fico down, antes eu atribuia à TPM, mas agora não tenho mais essa desculpa.

Isso me lembra que perdi também um monte de outras desculpas, como faltar à aula por conta da cólica, não receber alguém por conta da dor. Não entrar na piscina porque estou naqueles dias. Vou ter de ser criativa e inventar algo diferente. E isso porque preciso muitas vezes me explicar para as pessoas, isso tem me deixado ainda pior. Não é de hoje, na verdade. Mas é cumulativo.

Vou me aprofundar nessa temática na postagem de hoje: "preciso muitas vezes me justificar, me explicar, me fazer entender."

Se eu quero ficar só e simplesmente pensar, preciso inventar uma razão para que não venham pessoas de todos os cantos perguntar por que estou triste.
Vejam bem: Por que estou triste!
E não como seria razoável de aceitar: Você está triste?
Entendem a diferença?

A questão é que sempre aparece alguém para não me deixar esquecer que essas pessoas só querem o meu bem. Eu sei, na verdade não as culpo, vivemos numa sociedade hipócrita mesmo, e fingimos que um monte de coisas que fazemos é completamente normal. E quando aparece um indivíduo que discorde de algumas normas da boa convivência, ele é que é O Inoportuno.

De que normas ela está falando, vocês devem estar se perguntando, pois direi:

  • Quem inventou que era normal acenar para outra que se encontra do outro lado da rua, dizendo: Ei, Fulana, e aê!? Eeeei! Psiu! Eeeei!!! Fulanaaa!!
  • Quem, diabos, disse que isso era necessário? Por que as pessoas sentem essa necessidade de se fazer notar?
  • E quando você é a Fulana que não ouviu ou (por que não?) simplesmente não quis acenar de volta para a criatura gritante na outra rua, você é metida à besta, bossal, convencida. "Aquela ali se acha, quando passa nem cumprimenta!" Pausa para minha cara de perplexidade: o.O
  • Quem foi que generalizou o hábito de as pessoas fingirem umas às outras? Passamos a maior parte do tempo fingindo que estamos bem, fingindo que não temos problemas, que nossa família é perfeita.
  • Eu gostaria de poder dizer abertamente que não gosto de chamar a atenção, ainda mais na rua, apressada, sob um sol nada amigável. Eu gostaria de dizer que não quero conversar agora, que não estou a fim de papo. Poucos entendem e respeitam meu espaço. E tudo porque isso não é considerado adequado!
  • Por que eu preciso me sentir obrigada a fazer uma faculdade, casar, ter uma vida que é considerada normal? Por que eu não posso simplesmente decidir quando é meu tempo de ser independente para fazer minhas próprias escolhas, cometer meus próprios erros e aprender com eles?
  • Por que eu tenho amigas que precisam fingir que estão com amigas quando na verdade estão com suas namoradas? Porque a mãe delas considera uma vergonha o fato de elas gostarem de meninas!
  • "Se minha família descobrir, vai ser o fim!" - Por quê? Por acaso seus tios, tias e afins te sustentam, te apoiam nas suas decisões arriscadas? Isso se chama hipocrisia, demagogia, falsidade!
  • É vergonha AMAR? Todo tipo de amor é bonito. Todo Amor é Amor, por que tem TANTA gente que não enxerga isso??

  • Se por acaso eu quisesse abandonar minha faculdade e tentar um curso de Sociologia, quem iria me dizer que era uma decisão inteligente? Poucos, posso contar nos dedos de uma só mão.
  • "Não é inteligente abandonar Publicidade para fazer Sociologia, Mara... E você tem bolsa de estudos na sua faculdade, por que você quer jogar tudo pro alto? Coloque os pés no chão, seja realista."
  • E se eu não quiser me manter calma? E se eu quiser voar ao invés de aceitar o que é mais inteligente?
  • "Mas você precisa de dinheiro... Sociologia não vai te trazer uma vida que com certeza a Publicidade trará. Não tem espaço."
  • E se eu não quiser ser rica? E se que não tiver essa ambição desmedida de uma mansão, uma casa na praia, um carro do ano?
  • "Ah, para! Você não querer ser rica é mentira! Pra cima de mim? Pelo menos uma vida confortável você quer ter, quem não quer?"
  • Quem? Alguns gostariam de um simples prato de comida, e você vem dizer que não acredita que eu não tenho essa ambição de ser rica?


As pessoas enlouqueceram or what?





Sim, estamos todos loucos. Eu não consigo encontrar outra resposta.


Eu estou louca! Eu tenho dois gatos - dois animais supostamente irracionais -, e os amo incondicionalmente.




No entanto, aqui em casa, nós comemos carne. Nós comemos um "cadáver de bicho" (plagiando palavras da Sam) ontem no jantar.
Isso está me consumindo, isso não é certo. Eu não comeria um gato. Em alguns países é normal comer carne de cachorro, de golfinho. Meu Deus, o que eles fizeram de mal? Eles sentem dor, eles sofrem.

E agora eu respondo porque ainda não parei de comer carne. Sinto que devo essa resposta à minha amiga Sam, que embora jamais tenha me pedido isso diretamente, eu sei que a deixaria muito feliz saber que eu mudei meus hábitos alimentares.
Eu estava parando, aos poucos, antes de descobrir o câncer. Todos os dias aqui em casa, quando eu me recusava a comer o bife 'maravilhoso' da mama, era uma discussão. Meu pai se mostrava 'decepcionado' comigo. Minha mãe chateada, irritada. Chegavam a me obrigar. Faziam bife quase todo dia. Quando não era carne bovina, era suína (essa eu nem gosto). Frango, peixe, nuggets, panqueca de carne, almôndegas...!
TUDO na minha casa é assim. De origem animal. Eu não tenho opção quase sempre, passei fome muitas vezes por opção.
Mas aí veio um motivo de força maior. Uma doença que me deixou fraca por inúmeras vezes e me impelia a aceitar o que viesse.
O pior: muitas vezes eu nem comia o arroz, o macarrão, o feijão. O bife conhecido da mama era a única coisa que eu conseguia ingerir, e mais lamentável ainda: eu gostava.

Isso, se não me deixar louca, vai me deixar depressiva ou muito desnutrida.

"Estou ouvindo uma música triste agora. Ela mexe comigo, me dá vontade de gritar e chorar."
É The Cure, do início ao fim da postagem só ouvi A Cura.

Mas onde eu encontro a verdadeira cura para minha fraqueza, para que eu possa me olhar no espelho e não sentir que sou uma assassina?
Sou conivente com todo esse mal. Me sinto um lixo.

"Hoje estou meio down. Mas preciso inventar uma desculpa nova, não quero que venham perguntar por que estou triste. Hoje não."

20 abril 2009

Rain



Está chovendo.
Hoje choveu quase o dia inteiro.

São nesses momentos em que recordo minha terra da Garoa e sinto mais saudade.
Aqui, quando acontece, gosto de observar. Sentir o vento frio, o aroma da terra molhada, os pingos tocando as folhas do algodoeiro e escorrendo com certa pressa até o chão. A água acumulada só torna o espetáculo mais belo, mais vivo.

Em outros tempos eu teria colocado uma roupa velha e corrido para o quintal. Tomar banho de chuva, com uma musiquinha agradável de trilha sonora, se tornou um hábito sagrado, pelo menos uma vez ao ano. Tudo precisava estar em harmonia: a luminosidade, o silêncio na casa e na rua, a intensidade da chuva.
Meus pais não deveriam ver - certamente iriam achar algum motivo para reclamar ("menina, você que adoecer?!"), portanto, o básico era que eles estivessem entretidos com algum filme no interior da casa.
A música, por sua vez, não poderia ser alta. Ela não deveria superar o som da natureza e muito menos incomodar a vizinhança.
Na rua, o ideal é que não houvesse nenhum barulho de crianças peraltas, correndo pra lá e pra cá.

O momento ali era meu, nenhuma visita deveria inventar de aparecer, tocar a campainha. Ou ainda (mas não menos ruim), fazer um telefonema.

O planejado, ao entrar em casa, era ir diretamente ao meu quarto e tomar um banho de chuveiro, colocar uma roupa seca e limpa. Não deixar vestígios.
Mas isso só depois de ter aproveitado até o último instante de chuva farta.
Quando os pingos começam a ficar escassos é a hora do fim.
Também não é legal sair quando a chuva parou totalmente, o clima fica muito depressivo. Fim de festa.

Hoje eu relembrei um dia desses, em que tudo ocorreu perfeitamente.
A Saudade apertou, mas eu sei que logo poderei fazer isso.
Ok, vou ter que esperar até o ano que vem, já que aqui em Fortaleza as estações são confusas, a incidência de chuvas no segundo semestre é praticamente zero. Mas esperar se tornou meu verbo, estou expert em conjugá-lo.
Atualmente eu espero a próxima consulta, espero a "alta definitiva", espero a primeira visita ao ginecologista, espero as respostas que procuro, espero poder receber amigos, espero sair novamente, espero e anseio por ver o mar.

Espero e espero. E sei que esperar é também uma virtude, é também digna de respeito. Quando não se tem mais nada a fazer, todas as alternativas se esgotaram, são poucos os que aceitam esperar - e enlouquecem. Aqueles que fazem o que lhes resta com magnitude, um dia são recompensados.
Tem até aquele ditado: "Quem espera sempre alcança."
Talvez o criador do ditado tenha alcançado aquilo por que tanto almejou. Caso contrário, por que razão o ditado teria sido criado, né? o.O'
_________

TopBlog


Bom, como veem, oficialmente já estou participando do prêmio TopBlog. Agora tem o banner na coluna do lado (finalmente aprendi a colocar banner e selos! =P).
Só pra constar... hehe =)
_________

Sobre o meu projeto para o Blog temático de propaganda e TV, ainda não tem nada decidido, a votação foi mó furada, quase ninguém participou (e os votantes não concordaram em nenhuma opinião - cada um escolheu uma opção diferente... '-') e acho q vou acabar colocando 'propagandaetv', porque as outras ideias que tive, quando fui conferir, já tinham sido usadas... ¬¬'
E, como o meu querido amigo Ivens opinou, essa alternativa é objetiva e autoexplicativa. Portanto... Tudo indica que vai ser essa mesmo. Mas, ainda há tempo, quem quiser me convencer de que tem opção melhor, aproveite o espaço do comentário para tal tarefa. i.i
_________

Agora, o gabarito do miniteste que fiz com vocês - e que também poucos participaram... -_-

As mentiras sobre mim são:

1) Eu odeio maquiagem, só uso no máximo um brilho labial. >| (Não sou 'A' mega fã de maquiagem, ainda mais ultimamente. No entanto, acho bonito quem sabe passar. E eu adoro lápis preto! =])
4) Eu odeio estar em locais escuros, sinto pânico. @@' (Eu gosto do escuro, da noite. Não é à tôa que muitos amigos me chamam de Vampira! xD)
7) Não suporto pipoca, coisa que parece isopor! o.O (Só pra registrar: amo pipoca! Sabor manteiga e com bastante sal! =P~)
_________

Por fim, mais uma foto inédita, tirada com o celular, poucos dias após a esterectomia:


Para quem viu minhas fotos quando fiz a mecha vermelha, deve ter notado que a quantidade de cabelo era bem maior. Mas com o tempo, por alguma razão, não só a cor desbotou (mas ainda assim eu gostava) como a quantidade de cabelo colorido parece que minguou! o.O Isso mesmo, minha mecha ficou mais fina, como é possível ver nessa foto. Estranho, né? Até algumas pessoas perguntavam: Ué, Mara, mas você não tinha colorido mais fios? Por que agora tá tão pouco?
Vai entender!


Abraços pra todos! =D

15 abril 2009

Fogos de artifício

Será que ele está tão feliz quanto eu? =D


Olá pessoas! Na postagem anterior divulguei uma enquete pedindo opinião para meu blog temático (sobre propaganda e o que se vê na TV - melhor ler o texto que tem mais detalhes) e também postei nove afirmativas, das quais três eram mentiras, querendo testar o conhecimento que vocês têm sobre mim... xD

Infelizmente, muitas pessoas ainda não participaram, e não vou dar o gabarito agora porque se não perde a graça, okeijo?
Se quiserem, chutem suas respostas e as coloquem no comentário de hoje, na próxima eu divulgo e faço as devidas considerações. ;)

Sobre o tratamento, eis que finalmente fiz minha última sessão de quimio! \o/
Claro que acabei passando mal, pois fiquei duas semanas sem receber o medicamento, senti dores de cabeça e tontura, mas hoje estou melhor.
Ainda não está tudo acabado, eu já citei aqui que dia 28/04 preciso voltar lá no ICC para uma consulta muito importante, né? Poizé, então serão marcados exames e eu tirarei algumas dúvidas. Mas, por enquanto, vou aproveitar essa folga para ver filmes, ler e fazer coisas inúteis como tenho feito com muita constância. =X

Ainda estou penando para conseguir colocar banners e selos aqui no blog, por isso não tô participando oficialmente do concurso TopBlog. Aliás, recebi um e-mail da equipe com o selo da promoção e no link não tem nada, aliás, nem é um link! Tá assim: "Para pegar o selo e participar oficialmente do concurso, clique aqui". No aqui deveria conter um link, mas não. Ou seja... Não tô participando meeeesmo do negócio ¬¬'
Já fucei o site e ainda não resolvi o problema. No entanto, não vou me estressar com isso, afinal, são muitos blogs participantes, dentre os quais os de pessoas famosas, que recebem uma média de 80, 100 comentários... o.O
Acho que o meu não tem grandes chances, não. De todo modo, valeu pela indicação (embora eu ainda não saiba quem foi o autor da boa ação - espero que a pessoa se manifeste... hehe ^^').

Ah, galera, não sei se vocês ficaram sabendo, mas amanhã, dia 16-04, o Blogger ficará em manutenção a partir das 2h da madru, durante um período de aproximadamente 10 minutos. Parece pouco mas a verdade é que muita gente está online nesse horário, e vai xingar o blog se não conseguir postar ou comentar, portanto, quem estiver lendo aqui durante a parada agendada, saiba que é tudo por uma boa causa. O Youtube e o Orkut vivem tendo essas paradas para manutenção, não é verdade? Ambos pertencem ao Google (assim como o Blogger). A gente reclama - fato - mas é essencial para a melhoria e correção de bugs, tudo para facilitar a vida dos internautas.

No twitter está rolando um babado de um worm (tipo de vírus chato que se multiplica sozinho no pc), que se manifesta por quem clicar no link do site hospedeiro e até mesmo por quem passar pelo perfil de algum usuário que tenha clicado. A dica é usar o twitter através do twitterfox ou outro, pois o dano ainda não foi resolvido desde a última leitura que fiz a respeito (tá com uns 5 dias isso). Perdoem pelas informações sem citações das fontes, tá? =X
Confesso que fiz minha conta no Twitter por curiosidade, mas já enjoei. Assim que eu souber que resolveram o problema, vou lá excluir, porque dificilmente visito meu perfil e não achei tão interessante como supunha. Desculpe se você que lê é um twittermaníaco, mas eu realmente não sou. '-'

Hoje a postagem tá meio sem assunto, né? =T

Antes que eu termine com essa impressão de que está meio bobinha, vou contar um fato engraçado, ocorrido no hospital do câncer, ontem, enquanto eu esperava pela chegada dos meus medicamentos.
Uma mulher que geralmente encontro por lá pediu para ver como estava meu cabelo.
Eu retirei a boina e mostrei. Ela falou que não crescia porque eu 'abafava' minha cabeça com a boina! o.O
Fiquei com muita vontade de rir, mas apenas respondi que só usava algo quando ia tomar quimio ou fazer hemograma, em casa nunca usava nada. E muitas vezes, ali no próprio ICC, eu retirava a boina ou o lenço porque não aguentava o calor.

Essa mulher é muito engraçada, já comentei sobre ela aqui certa vez, em cujo rosto apareceram algumas manchas, lembram? Pois então, o cabelo dela não caiu, e ela o pinta de loiro a cada 20 dias! =O
Ontem ela repetiu a mesma história (pela quadragésima vez) que se soubesse que o cabelo dela iria crescer crespo, caso ela raspasse, ela não pensaria duas vezes. Ela acha as 'madeixas loiras' dela muito lisas, quando na verdade os fios são disformes e ressecados... Mas acho que ninguém tem coragem de dizer, eu mesma fico só observando a reação das pessoas e também não digo nada, afinal ela é tão divertida.
É cada coisa que ela comenta que só mesmo vendo pra crer!
Mas o cômico foi dizer que pelo fato de eu 'abafar' meu cabelo não ia crescer... Todos sabemos que os fios nascem de dentro pra fora, uma coisa não tem nada a ver com a outra! xD

Bom, acho que nem foi tão engraçado assim, mas a verdade é que estou muy contente por saber que não vou mais ser furada e meu organismo vai, aos poucos, deixar de ser tão fresco. Hehe ^-^'

Fico por aqui.

=)

11 abril 2009

O dia das enquetes

Às vezes não passamos de cópias de nós mesmos.



Hey, people!
Estou de volta, um pouco melhor que da última vez.. =)
Eu tava meio cansada, melancólica, com vontade de desabafar, mas hoje estou bem melhor (ainda mais porque já ganhei uns ovinhos de páscoa muy saborosos, inclusive um que eu queria muito *Alpino*, de uma pessoa muy especial... ;P).

Terça-feira está batendo à porta, e com ela a minha última sessão de tortura, err, digo, de quimioterapia... =X
Dessa vez não será necessário fazer exame para checar minhas plaquetas, pois o tempo de uma semana já basta para elevar um pouco ao nível mínimo permitido.
Será uma Qt tranquila, um reforço. Mas, ainda assim, ela causa alguns efeitos, só espero que eu não volte a vomitar, o trauma ainda não foi superado. =T
Na semana seguinte, como eu já comentei, terei uma outra consulta com o doutor Terrorista, e a partir daí tudo será mais fácil, considerando os dias terríveis pelos quais passei.
Tomografia, mamografia, cintilografia, exame ginecológico, exames de rotina, isso vou tirar de letra! =P

Notei que muitos amigos ficaram preocupados quanto ao calor... Não é pra menos, mas adotei uma forma de lidar com ele, pelo menos enquanto não faço algo mais efetivo.
Fico todo tempo em ambiente ventilado ou refrigerado, simplesmente não dou chance para sentir o mal estar. Às vezes me dá frio, mas aí eu me viro. Com o frio é mais fácil de lidar, né? '-'

Agora estou empenhada numa tarefa muito especial: divulgar a causa do ICC e da Casa Vida. Já coloquei um pouco da história dessas entidades no perfil do meu orkut, espero que surta algum efeito. Tive que excluir o trecho em que detalhava os momentos antes de descobrir o câncer (por falta de espaço), mas a essa altura, não tem porquê ficar contando isso, estou em outra fase. Mas, acreditem, ainda tem gente que veio descobrir o que me aconteceu esses dias, depois que atualizei lá o 'about me'! =O
Realmente, tem pessoas que ficamos muitos meses sem ter contato, chega a ser assustador.
Já parou pra pensar que alguns amigos seus, de infância, nem estão mais encarnados, entre nós?
É, alguns já se foram, portanto, se tem um e outro que você tem curiosidade de saber se ainda tá vivo, melhor não esperar, nunca se sabe o que virá amanhã, pode ser tarde demais o dia seguinte.
(Macabro!).

É por essas e por outras que ainda não excluí minha conta do orkut. Já tive fases ausentes, e outras em que simplesmente não conseguia ficar mais de cinco minutos com a homepage aberta. Ouvindo um conselho aqui e ali, percebi que não preciso ser uma usuária assídua, o interessante é usar quando convém. Toda vez que qualquer uma dessas ferramentas aparece para te escravizar, ficamos com raiva dela. Mas a verdade é que somos responsáveis por nossas horas dedicadas a atividades inúteis.
Eu estava ficando viciada em um jogo do Papajogos, o Bloxorz. Até quando estava vendo filme ou conversando, mentalmente eu fazia jogadas. Percebi que isso estava ficando sério, então parei de jogar. Hoje quase não entro mais no site, e quando venho pra internet me dedico a visitar blogs e ler. Estudar que é bom... Hohohoho... Ainda não me dediquei o quanto poderia, mas são tantas apelações... xD

O bom de visitar blogs e mais blogs é que agora decidi qual será o tema da minha monografia!
Já sabem, né? Pois então, eu tava com uma dúvida cruel, já que está chegando o tempo de fazer o projeto de pesquisa, e precisava escolher algo que me agradasse, ao mesmo tempo fosse útil para minha carreira e para entrar no mestrado.
Falarei sobre blogs e já estou fazendo uma seleção dos melhores. Vou entrar em contato com os proprietários e farei uma pesquisa bem aprofundada.
Por favor não copiem minha ideia companheiros de curso, heeein? ¬¬'

Por falar em 'ideia', sem acento, comprovei que realmente as pessoas precisam registrar suas invenções em cartório a fim de não terem suas ideias copiadas.
Eu tava até comentando com o Pedro, dia desses, que encontrei um site exatamente como eu havia idealizado. E vai ser muito útil pra vocês aqui, que odiaram as novas regras ortográficas.
Ortografa.com.

Com apenas um clique é possível colocar a palavra que você tem dúvida se mudou (ou não) e então sai o resultado de como ficou.

Digita lá: pára-quedas, clica em 'ortografa' e fica assim: paraquedas.
É bem interessante, fiz a propaganda e nem ganhei nada por isso. xD

Fiquei sabendo que alguém indicou meu blog para o prêmio Top Blog! =O

Não sei quem foi, mas agradeço muitíssimo. Embora eu saiba que não tenho muitas chances, afinal, só vem aqui gente conhecida, fiquei muito contente.
Me cadastrei lá no site, tenho que pegar um selo e colocar aqui, mas juro que não sei como fazer isso, já tentei colocar outros selos de blogs que visito mas nunca dá certo... O Pedro disse que ia me ajudar, então quando ele der algum sinal, aí eu começo oficialmente a participar da promoção.
Estou na categoria de Blog pessoal, temas variados.

Meus planos de montar um blog temático ainda estão de pé, só estava procurando um nome. Foi então que me veio um 'plim' e pensei em ampliar os horizontes, e fazer algo ainda mais a minha cara. Não vou falar só de propagandas, mas também de coisas que passam na TV de modo geral. Sei que estou motivada pelo fato de ficar tanto tempo em casa que acabo assistindo algumas besteiras que a TV transmite, no entanto, tem conteúdo que será de fato criticado e analisado, como fez meu saudoso Pierre Bourdieu no clássico "Sobre a Televisão" (no caso, a francesa.. hehe).
O nome está quase definido, mas peço que opinem no que acharem melhor ou sugiram outro:

a) tvcomentada 

b) tvbrasileira 
c) comentandoatv 
d) propagandaetv 
e) oquesevenatv 
f) nenhum dos anteriores. Sugiro outro: Qual?? =P

Ajudem, meus queridos... ^^' (Detalhe: ainda nem verifiquei se esses nomes já estão em uso! =X Mas dentre esses mesmo.. hehe.. Depois eu confiro se o título já está sendo usado).

E hoje tem também uma brincadeirinha inocente que vi num outro blog -
Sapatilhando - e resolvi copiar, pra ver quem me conhece (ou é bom no chute!).

São 9 afirmações, sendo que 3 delas são mentiras deslavadas. Vou tentar ser criativa, pois sei que muita gente me conhece beem por aqui, mas vamos lá.
Nos comentários vocês citam os números das três que consideram mentiras, ok?
=) E não esqueçam de votar no melhor nome ou sugerir outro para meu próximo blog. ;P
1) Eu odeio maquiagem, só uso no máximo um brilho labial. ;| 

2) Se eu não fizesse Publicidade, seria Letras. 
3) Não tenho problemas em falar em público, já fiz isso várias vezes. '-' 
4) Eu odeio estar em locais escuros, sinto pânico. @@' 
5) Minha relação com meus pais é muito tranquila, quase nunca brigamos. =) 6) Eu adoro filmes de suspense. *-* 
7) Não suporto pipoca, coisa que parece isopor! o.O 
8) Eu amo estudar idiomas, o próximo será o alemão. =p 
9) Eu gosto da personagem Pucca, tenho 2 cadernos com ela estampada. i.i

E então, será que alguém vai errar? Hehehe xD

Agora vou ficando por aqui!

Vou tentar manter a pontualidade e postar aos domingos e quartas. Hoje é sexta, quase sábado, mas tudo bem... ^^"

Fico por aqui e um super beijo pra vocês que leem e comentam (aos que não comentam também!).
;*


07 abril 2009

Areia nas mãos

Being bald is a way of life! xD

Por que, diabos, sempre quando queremos muito alguma coisa, simplesmente ela nos foge da mão como areia?

Eu estava contando os dias, os minutos, os segundos para fazer o exame. Tomei minha vitamina, tentei dormir cedo. Mas a ansiedade para que minhas plaquetas estivessem altas e eu pudesse ter a certeza de que faria quimio amanhã e ter uma folga de 2 semanas posteriormente, se esvaiu. Acabei fritando na cama por mais de 3 horas. Tentava pensar em outra coisa, me concentrar no som do ar condicionado. Comecei a fazer planos para quando eu receber alta, para quando chegar agosto e minha rotina recomeçar... O dia amanheceu e eu não tinha pregado o olho.
Minha mãe me deixou dormir mais, ela viu que indo naquele estado, as plaquetas, com toda a certeza, estariam baixas. Acabei indo só 10h da manhã.
O resultado saiu umas 20h, e para minha grande decepção os neutrófilos estão em quantidade ainda inferior ao do último exame. =T
Mas por quê??
Droga!

Basicamente, não sinto nada. A verdade é que acabei me habituando às tonturas e perca de sentidos que vivo sentindo toda vez que levanto bruscamente. As famosas vertigens já eram velhas companheiras muito antes de eu descobrir que tinha um tumor no ovário (talvez um princípio de labirintite o.O). Mas agora elas se tornaram mais demoradas e repentinas.
Não comentei aqui do último desmaio que tive no dia 24 de março, última consulta que fiz. Lá no hospital estava muito lotado, e não havia mais lugares disponíveis para sentar. O calor de 13h estava truando e eu, com aquela boina preta, não estava suportando mais. Uma senhora conversava comigo e contava dos sintomas pelos quais passou em suas sessões de quimio.
Eu quase não conseguia prestar atenção (a sorte é que minha mami tava lá e deu atenção a ela... =X), fiquei encostada na parede e pensando: "Caramba... Como eu vou aguentar isso quando estiver nos ônibus da vida, voltando da Cultura, meio dia?".
De repente, a voz da senhora à minha frente foi ficando longe, toda as conversas ao meu redor emudeceram. Minha visão ficou embaçada e começou a escurecer gradativamente. Eu só tive tempo de buscar o apoio de minha madre e proferir uma frase embolada "Acho que vou desm..."
Minha mãe é forte e conseguiu me segurar. Minhas pernas ficaram moles e o funcionário que estava próximo correu em meu socorro.
Felizmente, ele me cedeu a cadeira e eu pude ser abanada pela mamis e recobrei os sentidos.
Depois disso, tirei a boina em público pela primeira vez. Minha cabeça estava molhada, o calor que eu sentia era tão absurdo que parecia arder (de fato, arde mesmo, em especial na nuca). Não senti nenhuma vergonha pelo fato de as pessoas me verem careca, eu só evitava isso por recomendações maternas, mas agora ela não me exige mais isso, ela compreende que qualquer coisa que eu puder fazer para sofrer menos com o calor é algo válido.
Sentia muita sede, por isso sempre ando com uma garrafinha de água mineral gelada. A água do gelágua do ICC tem um gosto esquisito, se eu tomar, eu vomito. =X (Até rimou! ¬¬')

Outra coisa que reparei quanto a esse calor é que qualquer mínimo esforço o causa. Até mesmo pensar!
=O
Sério, eu tava lendo a Superinteressante e tentando entender um gráfico numa página junto com a Swu. Era algo simples, mas mesmo assim o calor que meio veio foi súbito.
Agora há pouco aconteceu de novo!
Eu tava apenas postando fotos no orkut e comentando em álbuns de amigos. Resolvi que iria atualizar o blog, comecei a digitar, pensar no conteúdo (afinal, tenho tanta coisa pra compartilhar que preciso selecionar o mais importante) e, Poft!, o calor veio intenso, precisei - além do ar condicionado - posicionar o ventilador em minha direção na velocidade 3. Dá pra acreditar nisso??
Sinceramente, eu espero que até agosto isso tenha mudado. Tenho esperança até o último instante, porque não sei o que fazer MESMO quando as ondas de calor vêm matando. E se eu não tomo nenhuma atitude (molhar o rosto e a nuca, por exemplo), o que me acontece é simples: desmaio.
E aí? Vou ter que andar com um segurança 24h do meu dia? Na faculdade, se a galera achar que o frio está demais e quiserem desligar o ar, o que eu poderei fazer? Obrigar todos a continuarem tremendo de frio e\ou levarem jaquetas?
Sei que alguns seriam bem capazes de suportar a temperatura baixa por mim, mas algumas criaturas eu prefiro não comentar =X.
Francamente minha vida não será mais a mesma, há opiniões divergentes quanto ao uso de hormônios:
"Para pessoas que tiveram tumores do tipo hormonais como você, Mara, tomar hormônio seria algo quase nocivo, que certamente ocasionaria no surgimento de outra célula maligna." - Opinião da Mag, que andou pesquisando e obteve essa informação com uma fonte segura.

o.O
E aí, eu faço o quê?
"Aguenta o calor, ué!"

Fácil falar, mas pra quem sente, mesmo que esteja no maior deserto do mundo, sob um sol escaldante, acho que não dá pra comparar. E o pior, eu fico com um péssimo humor quando me acontecem essas crises. Não se ofendam caso eu seja meio agressiva... =X

Bom, ainda tenho esperanças de ouvir de uma ginecologista especializada em assuntos semelhantes ao meu que nem tudo está perdido. Farei esse tipo de consulta assim que o doutor me liberar (ele é oncologista, portanto não pode afirmar nada sobre o meu caso com propriedade).
Outro dia mesmo ele falou que eu podia tomar hormônio se eu quisesse, para diminuir o calor ("é, ouvi dizer que esses calores são os piores do mundo..."), no entanto, em outra consulta, eu perguntei a mesma coisa e ele titubeou, disse que não sabia, que eu deveria colher a opinião com um especialista.

Quando lembro que estou com várias manchas nas costas, na barriga, no ombro e no braço por conta do 'esquecimento' dele de avisar que qualquer arranhão ficaria marcado, simplesmente perco a vontade de indagar.
Agora eu pareço que fui surrada por um lobisomem, estou cheia de marcas de garras. ¬¬
Quando eu usar uma blusa de alça, vão vir perguntar se andei apanhando, já com o telefone da Delegacia de Mulheres em mãos.
(Felipe, não se preocupe, o Ronda não precisa ser acionado.. hehe ;).

Tenho que levar tudo no bom humor, se não for assim não vou conseguir viver, pois no momento, que já vai fazer 6 meses que não saio de casa, minha realidade se resume a um quarto, uma cama e um notebook.
(Ah, claro, nas semanas brabas, esqueci de citar, minha realidade também se estende ao fundo de um balde, que fico olhando enquanto despejo todo o conteúdo da última refeição - que poético!).

xD

Não irei me estender mais.

Fiquem bem e até breve.

01 abril 2009

Reerguendo minhas forças

Olá meus amigos! =)

Como é bom estar de volta (e ver que vocês descobriram suas flores e estavam aguardando ansiosos pela atualização pendente... ^^').
Antes de tudo, sobre a papoula - atendendo a pedidos:

"A Papoula representa a terra. Você traça um caminho e corre atrás dos seus objetivos pessoais e profissionais. Na verdade, quem é Papoula, vive a sua vida e respeita o espaço do outro. Sua palavra é a independência. Na Rússia, permanecer uma Papoula significa ficar sozinho ou solteiro."
Uiii, que medo! ¬¬° Hehe


Agora, outro assunto que deixei em suspenso: o telefone da Casa Vida!

Na verdade, ainda não tenho com 100% de certeza a confirmação de que o pessoal vai buscar as doações na casa do doador, mas consegui dois telefones, e estou sabendo que eles estão precisando muito de ajuda, sejam roupas, lençóis usados, alimentos não-perecíveis... Tudo é válido!

Caso queiram ajudar e não seja possível ir deixar a doação no ICC ou no próprio local, quem achar melhor pode trazer aqui para minha casa. Ainda não perguntei para minha mãe, mas acho que não terá problemas, desde que seja uma visita agendada, claro!

Como vou muito ao ICC, não vejo porque não levar o que quer que vocês tenham encontrado para ajudar, beleza?

Eis os telefones que consegui:


3288-4504 ou 3214-1420


Mas, por favor, tragam (se puderem) até o começo de maio.

Siiiim, meu povo, meu tratamento está terminando e lá pra meados de maio receberei alta!! \o/
Como ainda não sei o dia exato, prefiro limitar até o comecinho de maio, beleza? ^^'
Bom, mas falando sobre o tratamento e explicando porque fiquei mais de uma semana sem atualizar...
Devo dizer que esta semana passada e, particularmente, sábado, domingo e segunda-feira foram dias MUITO pesados para mim.
Ontem, nada do que eu comi se manteve no meu estômago por muito tempo.
Minha garganta ficou muito inflamada, fiquei com muita dificuldade em deglutir, meu corpo todo dolorido (porque também tomei aquela injeção que aumenta minhas defesas, embora me deixe um trapo)... Se eu for citar cada sintoma vocês ficarão cansados! E eu também não gosto muito de falar deles, não enquanto eu não acabar o tratamento, porque ainda estou meio enjoada e qualquer coisinha me deixa mal de novo.
Mas posso afirmar que Deus é muito bom comigo, porque mesmo tendo passado a segunda-feira inteirinha me sentindo super nauseada e fraca, vomitando demais, acordei na terça bem melhor! Fui ao Hospital do Câncer, tomei outra dose da injeção e um reforço da Qt. Consegui almoçar, comer goiaba, um milhozinho cozido e até tapioca! No dia anterior, nem sonhando! Se alguém falasse de comida perto de mim eu tinha vontade de enforcar a pessoa (embora só vontade, porque força me faltava até para pensar em falar.)!

É engraçado como algumas coisas nos acontecem e passamos a prestar atenção em detalhes que antes não nos eram importantes.
Tipo, segunda, eu tava no táxi voltando para casa super malzona, e o papo entre o Samuca e a mamis tava bem legal. Eu tava morrendo de vontade de contar algo que tinha me acontecido certa vez, porém não conseguia nem abrir a boca para pronunciar uma palavra. Parei pra refletir que muitas vezes falamos quando seria mais útil permanecermos calados, não nesse caso especificamente, mas é certo que de vez em quando é melhor apenas escutar, não acham?
s pessoas que mais me fascinaram até hoje sempre foram mais observadoras que falantes, acho inclusive que por eu ser tão comunicativa admiro isso nos outros.

Tá, eu tenho meus momentos introspectivos como qualquer um, também gosto de observar, mas confesso que, vez por outra (às vezes com bastante frequência), falo demais, principalmente se a pessoa que estiver comigo for caladona... Aí pronto, falo muito! >.<
(o Pedro que o diga... ¬¬).

Não é por acaso que eu faço Comunicação Social, mesmo eu dizendo que estou no curso errado, eu sei que não tem outra área pra mim, não adianta, já me convenci disso.
Frase que eu nunca disse: Quero ganhar a vida me comunicando!
hauehuaehuahe
xD


Antes que eu conclua a postagem, a consulta ao médico foi bem promissora, no dia 24 de março. Ele tava até mais simpático, hehe... =X

Disse que mesmo quando eu acabar a Qt ainda vou ter que continuar a ir ao ICC por um tempo para fazer tomografias, cintilografias (não me perguntem pois não sei, só faço uma ideia...), exames e mais exames...

Até voltar meeesmo à minha vida vai demorar um pouco mais, acho que nem vou voltar para as aulas presenciais da faculdade neste semestre... =O

O que significa que, assim que eu tiver a carta branca e estiver de férias, que serão por dois meses (junho e julho), vou aproveitar para rever meus amigos e curtir a folga que ainda me restar, depois vai ser uma batalha me acostumar com o calor e tudo o mais... Só que depois registrarei aqui os planos que estou arquitetando para ter um retorno menos traumático, me aguardem. >)


Agora, antes que minha mãe brigue comigo por ainda estar acordada ("Eita, Mara, é só melhorar um pouquinho que já vai pra esse notebook!"), vou postar uma foto meio antiga, também da série "fotos que bati com o meu celular". =D



Pra quem nunca tinha me visto de bandana hehe... Essa foi no Universal Park. ^^

Super abraço a todos, em breve estou de volta - se Deus quiser! =)