04 março 2010

Pra ser grande, é preciso pensar grande.

Créditos ao fotógrafo Rodney Smith


Porque será que eu não posso mais fazer planos?

Essa indagação tem me rodeado desde minha última consulta ao ICC. Foi na terça, dia 02 de março.
A novidade agora é que talvez eu faça uma nova cirurgia. Foi só eu ouvir meu oncologista dizer isso que, na mesma hora, eu sorri. Sabe aquele sorriso sarcástico de quem está começando a sacar o próximo passo do inimigo? Pois é, esse mesmo.

Mas o inimigo maior que tenho enfrentado sou eu mesma. Preciso estar sempre controlando minha mente para que ela não deslize rumo ao abismo que muitas vezes sente-se empelida a ir.
É uma luta diária, constante.

Quanto a essa nova cirurgia (a terceira, na teoria, mas a quarta em termos práticos - para quem leu como tudo ocorreu na segunda cirurgia, sabe do que estou falando. Clique aqui para ler a postagem em questão), ainda não é certeza absoluta que irá acontecer, tudo vai depender de novas tomografias que farei e de uma conversa que meu médico terá com o meu cirurgião. Tudo isso porque, na laparotomia a que fui submetida em julho de 2009, não foi possível remover o tumor que se encontra entre o pulmão e o fígado, por se tratar de uma área de risco. No entanto, meu oncologista acredita que agora isso pode ser viável, já que fiz 4 ciclos pesados de Quimioterapia e o tumor regrediu. Vamos ver no que tudo isso vai dar.

Confesso que não tenho medo de uma nova operação. O que me incomoda é o fato de ela não ser definitiva, pois ainda terei que fazer mais quimio. Fico me perguntando, mas sem blasfemar, claro: "Até quando??".

Já estou me preparando psicologicamente para esse processo cirúrgico que, provavelmente, virá. E, de qualquer jeito, é algo bom, pois vai retirar o tumor. Devo sempre olhar as coisas pelo lado positivo, na minha eterna luta para não desanimar, não deixar a derrota tomar conta de mim.

Como diz meu irmão, não tenho que me preocupar com os planos que não derem certo, por agora. Minha única preocupação deve ser minha saúde, o resto vem depois. Um dia eu volto a ter vida ativa, volto à minha faculdade, aos meus cursos... Se não for no próximo semestre, será no ano que vem. Tá mais perto do que longe, é nisso que preciso crer.

E deixar de sonhar, jamais.

7 comentários:

Elson disse...

Oi Mara, realmente é como diz no titulo do post:
"Pra ser grande, é preciso pensar grande."
Pois assim ira atras de grandes sonhos e objetivos tão grandes como pode querer! Mas cada dia que passa é menos um dia que falta para se livrar disso definitivamente.

Espero que tenha passado o niver melhor, e tenha recebido a mensagem.
Um beijo do amigo que torce por voce!

Dirce disse...

Oi minha linda filhota,

Gostei do que li, pra variar vc é muito clara nos pensamentos e gostei muito do que vc fala na postagem anterior........."Qual minha missão aqui? O que andei aprontando em outra vida para estar passando por tudo isso? "... interessante... quem sabe vc descobre isso, com aquelas leituras de que te falei??? Vc sabe as perguntas, tenho certeza que encontrará as respostas e o caminho para muda-las....
Mil beijinhos, te amo !!
Dirce

.ela disse...

Oi Mara,

Você já leu Marcelo Rubens Paiva ?
Vi algumas semelhanças no modo de vocês se portarem frente aos problemas. Ambos sabem se respeitar de forma admirável e enxergam com clareza a situação.
Eu queria te desejar sorte, felicidade, qualquer coisa que servisse como um abraço.
Um beijo.

Mônica disse...

É amiga, nada na vida é fácil ...
mas a vitória tem um sabor melhor qdo lutamos com força e garra para conquistar nossos objetivos ...

vc é forte, sempre foi ... e vai continuar sendo ...

tem muita, muitaaa vida pela frente ...

vou te esperar aqui no fim do ano, e me espera aí pro carnaval do ano que vem rs ...

beijos, amo vc!!!!!!!!!!!

Priscila (namorada do Ivens) disse...

Oi, Mara! Fazia muito tempo que eu não "cascaviava" blogs. Já gostei muito de escrever, mas ultimamente tenho passado por umas experiências tão confusas que já nem sei mais se um dia voltarei a fazer isso. O Ivens me disse que havia postado uma foto no blog dele e que havia recebido comentários, resolvi ir olhar, e, como na rede uma coisa puxa a outra, acabei caindo em seu blog. Li parte das coisas que você escreveu e, de fato, sei que a experiência pela qual você passa, nem de longe posso imaginar.. À respeito de sua personalidade, de sua aparência, e, imagino também,dos tantos paradoxos, incertezas e medos que não cabem expressar em uma página da internet, fiquei imaginando o quanto você deve estar mudando, o quanto deve estar em contato com você e com os seus limites. Sei que as experiências que tem vivido não têm sido fáceis, sei que dar mensagens de apoio por vezes podem parecer distantes,superficiais. A mim, cabe aqui apenas refletir. Tenho certeza de que a força e a sensibilidade que tem sido lapidada dia após dia dentro de você, embora de maneira tão severa, vai ser maior do que qualquer outra coisa que mundo poderia te oferecer, quando você puder enfim voltar "à vida normal".. Apesar de tudo, eu tenho certeza que uma nova Mara já surge, e aquela que virá plena, depois de tudo isso, não vai ter mar da vida que consiga derrubar: as grandes ondas vão ser fichinhas diante da força e da "técnica" que você adquiriu na tempestade. E sabe do mais? Descobri que você também é pisciana assim como eu! Adoro piscianos, são sensíveis, sonhadores e delicadamente MUITO fortes, as pessoas nem sabem disso(nosso segredo).. :) Bem, por fim, quero deixar bem claro que não me apiedo de sua situação. Acho que se apiedar, muitas vezes é subestimar. Desejo-lhe apenas força e sabedoria para lidar com tudo isso, e até confesso (não interprete de maneira equívoca, por favor), sinto uma pontinha de inveja do conhecimento e da experiência de vida que você tem acumulado. Estou vendo tudo isso pelo lado positivo. Não diz aquele ditado: "o que não mata, engorda"? Eu prefiro a versão: "o que não mata, fortalece!" Parabéns por mais um ano! Acho que isso é muito importante na presente situação, você ainda está viva, ainda dá para sonhar. É o sonho que nos move pra frente.. Beijos.

Rejanne disse...

Piiiimaaa amada, quando entro em teu blog sinto o quanto Deus é maravilhoso pois mesmo com tanta luta q tas passando vc consegue passar muita garra, coragem atraves das palavras pois é um dom viu bençao, porque eu sou péeeeesima com palavras sou muito de atitude, ir para a pratica, fazer entende?! aff sera q fui clara? mas vms lá, vc desativou teu orkut? preciso saber para onde eu mando a fotinha (q to feia pakas) q lhe prometi? Saiba q nunca eu e meus amigos inclusive da africa de orar por vc! Sei q Deus para tudo tem proposito e vai se cumprir! Olha mesmo com tanto amadurecimento nas palavras vc será ainda a minha piminha lindinha q tanto amo, minha pequena grande mulher! Todos aqui e da familia tao orando por vc e saiba q apesar da distancia nós amamos vc e tua familia! forte bem forte xeirinho viu!! shalom muuito shalom em tua vida! ah por favor, peça para alguem da familia ou amigo proximo entrar em contato comigo tá. anota meu msn: carvalho155@hotmail.com

Maraysa Carvalho disse...

Priscila: Caramba, o que dizer de tudo que acabei de ler? Fiquei tão comovida com suas palavras que acho que não serei capaz de expressar. Me tocou muito. Mesmo. Lembro tanto de vc, sabia? E mesmo com o pouco contato que tivemos, te sinto tão 'palpável', e parecida comigo em diversos aspectos. Quero muito poder trocar figurinhas com vc e não digo isso como quem diz aqueles clichês do cotidiano que nunca saem do papel. Quero concretizar essa sensação de que vc está realmente ao alcance. Duvido muito que vc tenha perdido o tato para escrever, pois eu adoro o jeito como se expressa. Se quiser dar continuidade à nossa conversa, manda um e-mail. =) Tem o endereço no meu perfil, caso queira, viu?

Grande abraço!