29 novembro 2010

Devaneios

Não tenho conseguido organizar minha mente nos últimos dias. Muita coisa tá acontecendo ao mesmo tempo, são decisões a tomar, uma série de trabalhos a fazer, leituras a continuar, pessoas com as quais conversar. Me pergunto se tenho toda essa capacidade.

Nos últimos dias eu tive de me posicionar diante de muitos fatos perante os quais eu sempre havia sido indecisa, deixava para pensar a respeito mais tarde, na ingênua ilusão de que o mais tarde nunca chegaria. Mas chegou, e eu tive que ser firme. Não foi fácil...

Com certeza essa postagem está um tanto confusa e eu mesma, futuramente, encontrarei dificuldades para interpretá-la. Só preciso de um espaço para jogar meus devaneios, pois creio que se não fizer isso vou acabar enlouquecendo.

Vocês já se sentiram completamente perdidos, solitários, incompreendidos? Já sentiram que estavam no lugar errado mas, quando tiveram a oportunidade de fugir - a porta estava escancarada - simplesmente recuaram, com medo do que iriam encontrar lá fora?

Ou então tiveram vontade de falar mas as palavras eram incapazes de dizer o que vocês sentiam? E quanto mais tentavam articular as frases, mais parecia que estavam dando voltas sobre o mesmo ponto, sem sair do lugar. E ainda sentiram-se uns inúteis, idiotas, que sequer conseguem dizer o que pensam?

Por que nosso vocabulário é tão pobre?! Por que ainda não desenvolvemos a comunicação por pensamentos? 

Por que tenho que calar quando gostaria de dizer muitas coisas? E as palavras ficam engasgadas, mais e mais vezes. Não adianta falar. Eu sei que não me entenderiam. Sei que iriam rir de mim, julgar minhas palavras, me olhar torto e internalizar: Nossa, como a Mara mudou.  


A cada mudança eu percebo que algumas pessoas ficam pra trás. Não foi eu que as deixei: elas é que não me acompanharam.


2 comentários:

Anônimo disse...

Oie...Já me senti assim. Acho que todo ser humano passa por essa fase, não importa a etapa da vida que está. Ás vezes tento me por no lugar das pessoas, e tento sentir o que elas sentem e até querer pensar o que elas pensam. Mas nem sempre as pessoas se põe em nosso lugar, simplismente lançam palavras e olhares, sem se importarem se vão constranger e magoar alguém. Realmente você mudou muito. E que mudança maravilhosa! Para mim como um presente, poder contemplar o agir de Deus na sua vida, amava muito a antiga Mara, hoje, amo e admiro essa Mara moldada pelas maravilhosas mãos de Deus. Meu coração aperta a cada vez que penso que você vai embora, mas não importa para qual parte do país ou mundo você vá, sempre irei te acompanhar, meu coração sempre estará com você, torcendo e intercedendo por sua vitória. Amo muito você, minha AMIGA e melhor ajudante!
Deus te abençoe rico e poderosamente!

By: Gatuxa

Maraysa Carvalho disse...

Suas palavras me emocionaram, querida. Sinto alegria em meu coração por ter te conhecido. Vc sempre será um pedaço importante da minha história. E eu também te amo, apesar de não dizer nunca isso pra vc. Mas eu amo sim. =)