25 abril 2011

Diário dos últimos dias

Nota de sugestão: Coloquem os vídeos do final do texto para carregar enquanto leem minha postagem.

Chegou ao fim o feriado da Semana Santa e posso dizer que foi um dos piores da minha vida. Claro que quando eu estava doente nem devo mencionar, pois todos os dias eram difíceis. Mas agora estou curada, graças a Deus, e resolvi fazer uma viagem, à convite de uma amiga muito querida. É válido mencionar que essa amiga é evangélica, mas o fato de nossas crenças não serem as mesmas em nada atrapalhou nosso mútuo bem querer. Devo dizer que essa pessoa foi muito presente enquanto eu estava enferma e ela não tem nenhuma responsabilidade pelo ocorrido traumático. 

Estando nesse local (uma casa de praia), tive a grata surpresa de conviver com pessoas muito gentis, que me trataram bem, mesmo alguns sabendo que eu não partilhava da mesma religião deles.

Porém, infelizmente, algo muito chato aconteceu. Não vou entrar em detalhes, mas quero usar esse meu espaço para argumentar com palavras sábias tudo que, por educação e bom senso, optei por calar. Já aprendi que temos dois ouvidos e apenas uma boca para falar menos e ouvir mais. Mesmo com algumas alfinetadas que tive de suportar humildemente, para não criar atritos, considero burrice deixar de lado algumas respostas que poderiam ser dadas livremente aqui em meu blog, já que também podem ser úteis a quaisquer outras pessoas que, por ventura, venham a passar o constrangimento que passei. 

Quero ainda salientar que, apenas pelo meu blog é que muitas pessoas descobrem que sou espírita, pois não é algo que saio gritando aos quatro ventos: não vejo necessidade. Entretanto, quando me deparo com uma oportunidade  de contar minha história, do milagre que ocorreu em minha vida, sempre aproveito. Deus tem o completo e total mérito pela minha Cura. Independente de qualquer credo, Deus me curou, acredito piamente que ELE não está interessado se eu frequento igreja X ou Y, ELE se importa com o que se passa em nossos corações, e avalia nossas atitudes e intenções. 

Eu mudei muita coisa em mim, sei que ainda tenho muito mais a mudar e isso vai continuar por um longo tempo, é claro, mas as mudanças mais urgentes eu consegui fazer, e creio que era isso que faltava para eu conseguir me libertar daquela doença terrível que me corroía. E, no entanto, eu não ando tentando convencer ninguém a ser espírita, pelo contrário. Eu vejo beleza em praticamente todas as religiões e percebo o quanto elas são necessárias em nossa sociedade, pregando a solidariedade e afastando os jovens dos descaminhos. Longe de mim querer destruir os templos onde predominam a fé em nosso Criador. Se alguém chega a mim pedindo ajuda, pois está doente e quer se curar assim como eu consegui, eu começo sempre dizendo: faça uma reforma interior, mude hábitos errados, pensamentos nocivos e atitudes tóxicas. Toda cura começa por aí. 

Eu falo para alguém se tornar espírita? Não. 

Se a pessoa não tem fé alguma e quer conhecer um pouco do que acredito, eu indico que leia O Que é o Espiritismo, que é bem breve e introdutório ao Livro dos Espíritos. Se o interesse continuar, o livro seguinte é O Evangelho Segundo o Espiritismo. E depois segue com o Livro dos Médiuns, O Céu e o Inferno, A Gênese e Obras póstumas. Esses são os fundamentais da Codificação Espírita, mas tem outros muito importantes também, que devem ser lidos por todos que pretendam se aprofundar no conhecimento da Terceira Revelação. Mas enfim, o que quero dizer com isso é que não ando por aí querendo converter ninguém. Ninguém vai acreditar em Deus ou deixar de acreditar porque outra pessoa assim o deseja. Claro que existem aqueles seres de espírito mais fraco e influenciável, mas mudar totalmente por causa de bons argumentos acho difícil. 

Argumentos servem para que as pessoas fiquem com seus egos inflados em discussões acaloradas, mas pelo menos comigo, se eu tenho certeza absoluta de alguma coisa, eles entram por um ouvido e saem por outro. Só que eu sei reconhecer quando estou errada, e já o fiz várias vezes. Apenas digo que tenho certeza absoluta quando realmente tenho. E se eu estiver exaltada demais para debater um assunto, prefiro me calar a ter que ser rude, pois detesto tratar mal qualquer criatura que seja. 

Por várias vezes já fui chamada de tola, e sei que muitos sapos que engoli devem ter formado um brejo dentro de mim, mas não me importo. Quando me excedo demais, o pior é ter que aguentar o peso na consciência - e isso é bem mais duro do que suportar a confirmação de que deixei de falar quando poderia ter dado umas boas respostas.

Já enrolei demais apenas para dizer que SIM, eu tenho argumentos que se contrapõem aos de quem pensou que eu fiquei calada porque não sabia o que dizer. E vou ditá-los aqui. E tudo porque me dou o direito de usar meu blog para escrever o que me der vontade. Se alguém se incomodar, não precisa ler até o fim, mas não vou deixar de fazer isso. 

Pois bem, não adianta me dizer que na Bíblia está escrito que morremos apenas uma única vez e por isso o conceito de reencarnação está anulado. Será possível que vocês não aprenderam a interpretar corretamente o que está escrito? E mais, será que vocês são tão descansados que aceitam toda essa tradução, sem ao menos parar para pensar que ela foi manipulada por homens (falhos) ao longo de séculos, sendo retirados trechos e acrescentados outros, com o único propósito de obter privilégios perante a humanidade ignorante que, por não ter acesso a outra versão, aceitava submissamente tudo que se dizia? Céus, isso ocorreu há tantos milênios, os pensamentos se modificaram, e as verdades vieram à tona. 

Mas vamos lá, ainda tenho muito a falar, só que nessa postagem vou responder especialmente a uma alfinetada que recebi nesses poucos dias que passei rodeada por pessoas de todos os níveis evolutivos que se pode imaginar. 

Tal pessoa me ditou o seguinte trecho bíblico:

Hebreus 9.27
"E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo..."

Trata-se de apenas uma frase extraída de uma extensa carta de Paulo aos Hebreus. Paulo escreveu muitas cartas de instrução para organizar o movimento cristão.

Mas alguém pode me dizer em quê isso anula a Reencarnação? Ora, é claro que os homens morrem apenas uma vez em cada vida! O espírito permanece. Portanto, é o seu corpo, o envoltório material, que morre, e não o seu espírito. 

Quando um homem morre, depois disso vem o juízo: Claro, é o juízo da nossa consciência, dos atos cometidos naquela vida. 

Acho muito triste alguém basear a sua crença em um versículo. Será que não se consegue ver o quanto essas passagens ditadas com orgulho inflamado por muitos fanáticos religiosos torna a imagem de Deus um tanto quanto cruel? Como Deus poderia ser justo permitindo a existência de cegos, surdos, aleijados, natimortos etc? Aqueles espíritos serão julgados de que maneira se não tiveram as mesmas condições de evoluir? É irracional ignorar que Jesus falou claramente sobre reencarnação quando disse que era necessário nascer de novo a Nicodemos, deixando-o confuso, pois ainda não tinha capacidade para entender o significado daquelas palavras. E quando ele afirmou que Elias voltou mas não o reconheceram (pois era o mesmo espírito, mas não o mesmo corpo material!).

Eu poderia citar muitas outras passagens, mas não vou me dar ao trabalho. Peço que assistam aos vídeos do dr. Severino Celestino da Silva, um grande estudioso das religiões, que analisou as traduções bíblicas e esclarece muitas dúvidas numa entrevista bastante interessante contida em 3 vídeos no Youtube. Assistam, vale a pena! Fico por aqui, abraço a todos!







20 abril 2011

Nunca nos arrependeremos

Hoje eu abri meu e-mail e encontrei uma mensagem tão linda que resolvi compartilhar com quem passar por aqui. É uma mensagem do Espírito Albino Teixeira, e foi psicografada pelo saudoso Médium Francisco Cândido Xavier:

NUNCA NOS ARREPENDEREMOS

De ceder em questões sem valor essencial;
De guardar paciência em quaisquer lances difíceis;
De usar indulgência para com as faltas do próximo, entendendo que todos temos erros a corrigir;
De ouvir atenciosamente, seja quem for;
De reconhecer que nosso pensamento ou cultura tem suas limitações;
De observar que o nosso tipo de felicidade nem sempre é o tipo de felicidade das pessoas que amamos, competindo-nos, por isso, acatá-las como são, assim como desejamos ser respeitados como somos;
De admitir que os outros não são obrigados a pensar com a nossa cabeça;
De não agir contra a própria consciência, seja antes, durante ou depois das experiências que consideramos menos felizes;
De entregar à bondade de DEUS as aflições e problemas que estejam fora da nossa capacidade de solução;
De servir sempre
Mensagem do Espírito Albino Teixeira, através da psicografia de Fco. Cândido Xavier e consta do livro "Encontro  de Paz" (1973) Editora CEC.
Vale a pena meditar nessas palavras e procurar aplicá-las em nossa vida.

10 abril 2011

Sempre em Frente


Tempo Perdido - Legião Urbana


Todos os dias quando acordo
Não tenho mais
O tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo...

Todos os dias
Antes de dormir
Lembro e esqueço
Como foi o dia
Sempre em frente
Não temos tempo a perder...

Nosso suor sagrado
É bem mais belo
Que esse sangue amargo
E tão sério
E Selvagem! Selvagem!
Selvagem!...

Veja o sol
Dessa manhã tão cinza
A tempestade que chega
É da cor dos teus olhos
Castanhos...

Então me abraça forte
E diz mais uma vez
Que já estamos
Distantes de tudo

Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo...

Não tenho medo do escuro
Mas deixe as luzes
Acesas agora

O que foi escondido
É o que se escondeu
E o que foi prometido
Ninguém prometeu
Nem foi tempo perdido
Somos tão jovens...
Tão Jovens! Tão Jovens!...

05 abril 2011

A todos que sofrem

O que é a morte? Depende do referencial. 

A morte pode ser fuga, salvação, tristeza, libertação, dor, alegria, leveza, escuridão. Tanto para quem morre, quanto para quem vê o outro morrer.

A morte já esteve muito próxima de mim, e eu já quis ser abraçada por ela. Hoje tenho visto a morte envolver cada vez mais e mais pessoas, e a crença na alma imortal é um consolo nessas horas.

-Newton Jr., meu querido, sei que agora suas dores foram aliviadas, e você foi recebido com amor em sua Verdadeira Morada. 

-José, admirei sua luta à distância, e finalmente chegou a hora de descansar. Não, você não perdeu a guerra. Você sobreviveu a ela - e com notável bravura!

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

-Ceiça, continue acreditando, por favor. Jamais desista de lutar por sua vida. Toda dor tem uma razão de ser e a forma como passamos por ela é o que define nosso grau de evolução. Saiba que está sempre em minhas orações, tenho uma enorme admiração por ti!

-Vô, o momento pode ser doloroso, mas é nessas horas que descobrimos o quanto somos amados! E hoje estais vendo o quanto essa enorme família te ama, e não vamos aceitar que desistas de continuar vivo. Claro que não podemos ir contra a vontade do PAI, mas certamente ele não espera que abdiquemos de nossa vida por conta das dificuldades. Lute, que tem um batalhão ao seu lado, uniremos nossas forças e rogaremos ao Senhor que faça o melhor por ti! 

-Sr. Raimundo, não deixe que a tristeza tome conta do seu ser. Quando ela quiser te dominar, encare-a e diga que és muito mais forte que ela! A dor é temporária, mas a lembrança da forma como lutaste contra ela é que irá permanecer. Dê o seu melhor, para ter as melhores recordações!

-Sra. Neide, as oportunidades batem à porta, não as deixe escorrer pelas mãos. Deus te dá a chance de amenizar as dores, acredite, não foi por acaso que nos encontramos! Estou sempre orando por ti, saiba que quando precisar, estou disposta a te ouvir e compartilhar o pouco que sei. Força e Fé, minha amiga!

-Nicole, pequena, quanto sofrimento já enfrentaste em tão pouca idade, não é?! Mas se Deus permitiu que isso acontecesse, é porque ELE viu em ti uma força maior do que nossos olhos materiais poderiam captar - e você está sendo motivo de orgulho para todos que te rodeiam. Continue lutando, querida. Ao longo dessa estrada, muita Luz tem te abençoado. Acredite! Estou sempre orando por ti!

-Gracy, mal te conheço mas já sinto por você um sincero carinho, pois me identifico com todos aqueles que padecem nos leitos das enfermarias. Através da dor, somos capazes de dar grandes saltos em nossa caminhada. E sei que com você não será diferente. Tenha paciência, logo logo tudo isso vai passar. E então terás uma história de vitória para compartilhar com todos!

-Wirla, estou muito feliz com seus avanços! Você nem imagina o quanto fiquei grata a Deus por ter sido um instrumento que te ajudou a chegar onde está chegando. Continue firme e forte, minha amiga! Você é uma luz, uma benção em minha história!

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Tenho fé e acredito profundamente que tudo tem uma razão de ser. Às vezes parece que paramos no tempo e não conseguimos dar um passo a frente. Mas toda lágrima de tristeza se transforma numa graciosa gota de cristal, pois quem sofre com resignação sempre é recompensado!

Àqueles que sofrem, meu sincero voto de saúde, paz e conforto espiritual. Entendam que nenhuma dor é inútil, ela enobrece a Alma. Parece impossível aceitar, principalmente quando somos nós os enfermos. Mas tenham fé, não desistam. Sei que é difícil, sei que tantas vezes a vontade de morrer passa por nossa cabeça... Mas sei também que quando aceitamos nossa condição, e temos paciência e coragem, o sofrimento se torna menos doloroso. E quando ele acaba, sentimos fundo em nosso espírito de que tudo valeu a pena, pois nos tornamos pessoas melhores, que sabemos valorizar muito mais a nossa existência. 

Um grande e forte abraço a todos que passarem por aqui.

NOTA:
Eu não abandonei o blog, só estava precisando de um tempo para digerir tantos acontecimentos impactantes que me ocorreram nos últimos tempos. Estou atualmente respirando novos ares. 
Deus está fazendo um trabalho muito delicado em minha vida, e eu, na minha singela condição de encarnada/limitada, estou aceitando e tentando compreender. Não sei se obterei êxito por enquanto, mas minha luta continua. Graças ao Nosso Amado Pai, já não preciso correr atrás da minha cura, pois ela já se concretizou - e sou infinitamente grata por isso. Agora preciso entender outros aspectos, e sei que as respostas virão. Estou praticando, mais do que nunca, a paciência.

E assim minha vida segue.