19 abril 2012

Meu querido pai


Essa foto é para aqueles que ainda não conhecem meu pai, para que em suas orações possam ver sua face. Essa foto é também para aqueles que o conhecem, e o recordam com seus trejeitos bem humorados, sempre achando graça da Vida e fazendo todos sorrirem. 

A foto acima foi tirada em 2008, estávamos em São José do Belmonte/PE, terra natal de meu pai.
É comum as pessoas nos acharem parecidos, temos a estrutura facial muito semelhante e as extremidades também (meu pé é a cópia fiel do pé dele!). Também temos em comum um sinal, no mesmo local e formato. 

Nós somos almas afins, já convivemos em outras vidas e eu almejo continuar ao lado desse espírito lindo por toda a eternidade. Conversamos com os olhos, sabemos o que o outro vai dizer mesmo antes de começar a falar. Nossos sorrisos são recíprocos, simultâneos; nos entendemos por telepatia. 

O que posso dizer é que este maravilhoso pai e amigo está lutando firme, pois ele não quer desencarnar agora. Ele fez sua escolha, ele está consciente da chance de uma nova vida, nessa existência. Por mais que haja interferências sombrias, a luz sempre prevalece. 

Eu creio e tenho fé que ele vencerá essa guerra.


18 abril 2012

Essa corrente não pode parar


Amigos, escrevo mais uma vez para falar do meu pai. 
Semana passada ele teve uma melhora significativa, inclusive até saiu da UTI e minha mãe ficou lá com ele, no quarto individual. Porém, hoje, o nível de oxigênio no sangue caiu muito e ele foi novamente encaminhado para a UTI. 

Seus rins ainda não estão funcionando direito, portanto ele continua a fazer hemodiálise. O maior problema que se vê é um sangramento na cicatriz, que certamente está contribuindo para a anemia e a baixa de oxigênio. Hoje ele tomou uma bolsa de sangue e os médicos estão estudando uma forma de tratar o sangramento pertinente. 

A provação continua, ainda há muito pela frente, mas acreditamos que o pior já passou. Ele já esteve muito mais debilitado do que agora e conseguiu sobreviver, então é uma questão de tempo até que as coisas se estabilizem.

Vamos continuar nessa corrente de oração, meus amigos, precisamos alimentar essa energia de amor para que ela não se enfraqueça. 

Conto com a solidariedade de vocês!  


03 abril 2012

Daddy


Hope


 Queridos leitores,

Eu não gostaria de fazer essa postagem, mas há dias que venho tendo essa intuição, e agora resolvi colocar em prática. Vos escrevo para falar do meu pai.

Há aproximadamente 15 dias ele foi internado na Otoclínica, com fortes dores abdominais. Teve de ser operado às pressas, pois seu estado era grave. Ele entrou na sala de cirurgia sem saber o que o estava afetando, as suspeitas giravam em torno de uma hérnia que há anos ele possui.

Infelizmente, era pior. Encontraram mais de dois litros de pus na cavidade peritonial (isso estava causando a dor), o intestino grosso bastante danificado e o apêndice inflamado. O nome da doença que o acometeu é Diverticulite.

Drenaram o pus, removeram a alça do intestino grosso e também retiraram o apêndice. Imediatamente o induziram ao coma e ele foi encaminhado à UTI.

O tratamento, basicamente, tem sido com três tipos de antibióticos. Os rins dele não têm funcionado bem, portanto tem sido necessário fazer hemodiálise (os fortes medicamentos afetam bastante o funcionamento renal). Na maior parte do tempo ele se mantém em coma, mas vez ou outra os médicos diminuem a sedação. Porém, quando ele fica acordado, não reage muito bem. Tem ímpetos de retirar a sonda nasogástrica e movimenta com bastante inquietude os pés. Meu pai sempre foi muito ativo, ficar o tempo inteiro deitado não está sendo fácil. Confesso que é muito penoso vê-lo daquele jeito, prefiro quando ele está sedado, só assim sofre menos. 

Ontem fizeram a traqueostomia, porque o tubo que o ajudava a respirar já estava machucando sua boca. Recentemente diagnosticaram uma pneumonia leve, que é comum em pacientes que ficam por muito tempo nas UTI's.

Não há previsão de quando ele sairá de lá, e muito menos de quando poderá voltar a trabalhar. Os médicos afirmam que neste ano isso dificilmente vai acontecer, pois o período de recuperação é bem lento, sem mencionar o fato de que ele estará colostomizado, até que seu intestino se regenere e voltem a religá-lo. Isso tudo deve levar em torno de 8 meses ou mais. ='(

Meus amigos, vocês sabem que sou uma pessoa de fé. Já me curei de um câncer agressivo e acredito em milagres, pois sou o exemplo de um. Existe uma razão para meu pai estar passando por isso; enxergo esse momento como uma oportunidade de evolução, uma chance de reavaliar atitudes e pensamentos - o que não significa que eu esteja enfrentando essa barra com a serenidade que eu deveria. Pelo contrário, estou muito sensível. 

Fiz este relatório para pedir a vocês que o incluam em suas orações. Vamos alimentar essa corrente de amor e luz, clamando ao nosso grandioso Pai que ocorra o melhor. 

Não sei se já chegou o momento da partida. Honestamente, acredito que ele merece uma nova chance nesta encarnação, assim como eu. Mas, se ele já tiver cumprido sua missão, só nos resta aceitar e esperar pelo reencontro no Astral. Oremos pelo bem dele, acima de tudo. Seja aqui, entre nós encarnados, ou entre os espíritos de Luz, vamos clamar para que o melhor aconteça.

Obrigada.

02 abril 2012

Alguém sabe?



O que se passa quando não estais lá? Será que transitas pelo universo, pula entre as estrelas, passeia em nuvens macias? 

Será que nos visita quando sonhamos?

Quais são seus pensamentos quando nos observa? Aprovaria nossas decisões?
Estamos tão instáveis, tão confusos, tão incertos. Basta uma lembrança para desencadear uma lágrima; e uma frase para fazer cair um pranto. 

Quanto tempo ainda é preciso para entendermos os propósitos da Vida? Quando teremos alguma resposta?

As perguntas não param de chegar, se multiplicam mais rápido do que somos capazes de administrar. 

Há um motivo, eu sei. E qual será o desfecho? 

Alguém pode me ensinar a conviver com essa saudade? Alguém pode me dar a receita dos fortes? 
Alguém?
.
.
.
Pai?