08 fevereiro 2013

Sorria!


Qual o valor de um sorriso? E tem preço? Não, não tem. O sorriso é terapêutico e não custa absolutamente nenhum centavo. O bem que ele faz não dá para mensurar, porque é ilimitado. 

É bom pra quem sorri, é bom para quem recebe o sorriso. 
Acolhe estranhos com uma silenciosa expressão de boas vindas. 
Dá aconchego, carinho, respeito. É também um sinal de educação e honestidade. 

Sorrir é uma dádiva! E considero um crime esconder um sorriso sincero. 

E quando ele não é permitido, ou soa como um deboche? A culpa não é do sorriso, mas de quem não sabe fazê-lo. 

Um sorriso discreto, movendo apenas o canto da boca, esse é universal. Um pouco tímido mas, ainda assim, presente e marcante.

Sorrir diante das dificuldades é um sinal de sabedoria. Aquele que consegue rir de si mesmo demonstra ter bom humor. 

Já experimentou sorrir para desconhecidos? É tão bonito quando é correspondido! 

Um sorriso verdadeiro é feito em conjunto com os olhos, que brilham de forma mais intensa. 

Existe aquele sorriso nervoso, descontrolado, que merece ser perdoado. 
E também aquelas gargalhadas demoradas, gostosas de se ouvir.

O sorriso pode ser sedutor, metálico, amarelo, fingido. O sorriso pode ser frio, automático, controlado. O fato é que quem deixa de sorrir, esquece como é bom.

Todos gostam de estar perto de pessoas que as fazem sorrir. E tem aquelas que fazem de tudo para arrancarem sorrisos a todo instante. Às vezes a gente sorri pra não perder a amizade e outras, apenas para não chorar. Eu já sorri pra não ficar calada, e outras porque não queria falar.

Sorrir é bom, faz bem, é bonito, é bacana. Se queres um conselho, sorria para quem você ama! ;D

03 fevereiro 2013

Como adotar o hábito da meditação?

Hoje eu trouxe um texto da Regina Restelli, uma terapeuta holística que escreve ótimos artigos no site Personare. A temática é a meditação, assunto que muito me interessa, pois sei de todos os benefícios que proporciona. Porém, há um tempo eu deixei de praticar e agora estou retomando, então quero compartilhar aqui uma sugestão de como você também pode adotar esse hábito tão simples e tão complexo ao mesmo tempo.


Você tem 10 minutos para dedicar somente a você todos os dias? Já pensou em aproveitar esse tempo para meditar? Se após ler este texto quiser manter esse hábito, saiba agora, que só dependerá da sua vontade.
 
Não importa com que tipo de meditação você mais se identifica, o importante é a freqüência destes momentos em sua vida diária. A continuidade de buscar o relaxamento, chegar até ele, se equilibrar e sentir-se em paz, é que vai determinar seus benefícios. Aumentar a capacidade de concentração, diminuir o estresse e equilibrar o complexo mente/corpo, aumentar a auto-estima são alguns deles. Outras vantagens que valem ser destacadas são a melhora do sistema imunológico, e da memória, além do fortalecimento das conexões entre os neurônios. A meditação diária possibilita o treinamento da mente para conseguir novos objetivos e trazer consciência do poder pessoal .

Os cientistas acreditam que o corpo produz mais óxido nítrico quando está profundamente relaxado, e essa molécula atua como um antídoto contra o cortisol, o hormônio do estresse. Dos relaxamentos mais pesquisados nos últimos anos, a meditação tem gerado uma grande atenção. A prática aumenta a produção de endorfina (hormônio que reduz o estresse) e previne a perda natural de neurônios. Segundo a Unidade de Medicina Comportamental da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a meditação reduz também a ansiedade, ajuda no combate à depressão e melhora os níveis de atenção.

Hoje eu recomendo que comecem pelo menos com apenas 5 minutos pela manhã e mais 5 minutos antes de dormir. Estes 10 minutos começam a fazer diferença, incentivando-os a continuar e até aumentar naturalmente o tempo dedicado a esta prática.
Eu agora volto a perguntar: você tem 10 minutos para dedicar somente a você todos os dias? Confira um passo-a-passo simples:
    Reserve um tempo e um lugar calmo. Certifique-se que não será incomodado ou interrompido.
    Sente-se com a coluna ereta, para a melhor circulação de energia, e também para não dormir. Este é um exercício que traz sua consciência para o agora.
    Feche os olhos respire profundamente 3 vezes, relaxe seu corpo e acomode-o confortavelmente sentado. Mantenha a atenção na sua respiração, no ar novo que entra (e como entra) e no ar velho que sai (e como sai). Reflita sobre as sensações trazidas e mantenha todo o tempo sua mente ocupada com esta tarefa.
    Logo nas primeiras experiências você deve encontrar dificuldade em domar o mental, que não costuma parar de interferir logo de inicio. Comigo também é assim, não desista! Afinal quem manda aí dentro, você ou sua mente desordenada?
    Faça isso sempre quando acordar e quando for dormir e finalize com uma boa afirmação para começar o dia:"Eu acredito que o decorrer de meu dia será suave e repleto de boas concretizações". E para a noite, sugiro: "Agradeço tudo que aprendi hoje e me entrego a um sono profundo, restaurador que me prepara para as atividades do próximo dia."
 Até hoje minhas meditações ainda têm este perfil e garanto que fazem muita diferença no meu dia-a-dia.
Se ame acima de tudo, não se esqueça de você, pois a vida é sua. Coloque atenção no agora e divirta-se.