26 março 2013

E se eu mudar de ideia?


Fazemos planos, imaginamos o futuro, sonhamos. Tudo parece tão perfeito daquela maneira que nenhum acontecimento externo poderia nos fazer mudar de opinião. E é aí que, muitas vezes sem perceber, mudamos. 

Então criamos novos planos, imaginamos outra configuração do futuro, e nossas atitudes precisam ser diferentes para realizar essa nova ideia. 

Eu adoro a concepção da metamorfose ambulante, que se encaixa tão bem comigo. Eu disse que bastaria meu cabelo crescer mais um pouco para pintá-lo de azul ou roxo. Mas agora que meu cabelo cresceu, já não quero mais. E esse é só um exemplo dentre tantos outros que eu poderia citar.

Já refiz meus projetos uma dezena de vezes, e sempre parecem estar melhores a cada reformulação. Quando eu não sinto que estão ideais, algo dentro de mim já sabe que o prazo de validade será mais curto. 

Agora eu estou com um projeto ousado, tão ousado que a ficha do quanto é difícil ainda nem caiu. Mas não gosto de falar sobre ele, porque podem me dizer que é impossível. Não que a opinião alheia me influencie ao ponto de me fazer desistir, mas certamente me incomoda. E daquilo que me faz mal eu quero é distância!

Se não disserem que é impossível, podem dizer que é perigoso. Ou que não combina com meu perfil. Muitos, com certeza, falariam que é difícil demais. E disso eu já sei, não preciso que me lembrem.

Portanto, meus caros, guardem seus sonhos dos maus ouvintes. E cuidado com aqueles que ouvem calados, às vezes são os piores, pois nunca sabemos o que estão pensando. A inveja não se anuncia, ela chega sorrateira e pode destruir até o que ainda não conquistamos. 

Acredite em seu potencial, você é capaz de realizar o que quiser. Não se vincule à opinião de ninguém para acreditar que você pode. E se os planos mudarem, não há problema algum. Siga em busca de realizar, seja qual for seu caminho. Nessas horas vale lembrar das palavras de Paulo Freire:

"É fundamental diminuir a distância entre o que se diz e o que se faz, de tal maneira que, num dado momento, a tua fala seja a tua prática."